(Alocução do Sr. Jan van Rijckenborgh, proferida entre 1940 e 1945)

A pergunta que agora levanto me importa muito. Desejo explicar-vos por que sou rosacruz. Na minha opinião, não se é um rosacruz por ligar-se a uma escola ocidental de mistérios ou por tornar-se membro de uma sociedade rosacruz. Não, se é um rosacruz por causa de uma determinada condição física, anímica e espiritual. 

http://www.pentagrama.org.br/pentagramas/2003/5

Referência: Arquinosis Egípica e seu Chamado no Eterno Presente. Vol III, os três últimos capítulos. A Traição Classica.

www.pentagrama.org.br/livros/gnosis-original-egipcia-tomo-2.pdf


Entre com seu usuário para poder postar um comentário.

Quem está Online

Temos 65 visitantes e Nenhum membro online

Palavras-chave

Buscar