TEMPO BRASILEIRO. Rio de Janeiro. 2002.

Lucia Aragão na Apresentaçào do Livro diz:

"Contudo. o mais importante resta ainda a ser mencionado. E diz respeito à repercurssão de uma frase que ouvi recentemente do professor Eduardo Portela, (quando recebeu o título de Professor Emérito da Universidade Federal do Rio de Janeiro), que me causou um impacto imediato e me impeliu seu ponto  final, dando início uma longa jornada de associaçãode idéias, que só a partilha de uma linguagem comum possibilita. Dizia""a linguagem e a literatura são o endereço da liberdade". A correlação imediata e mais evidente que estabeleci entre estas palavras e outras formulações filosóficas foi com o pensamento de Heidegger mas, em sequênci, me transpotei a o de Wittgenstein e de Harbermas, tamanha a sincronia desta afirmação com o pensamento contemporâneo. A associação daquela frase com a filosofia heideggeriana encontra o seu lugar adequado em sua fase tardia, com sua concepção de que é na liguagem poética e criadora que se pode transcender a própria angústia gerada pela trivialidade da exist6encia e "habitar"o ser, não permitindo que cai no esquecimento, e tendo, assim, a experi6encia de uma vida autêntica" 

CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO

Teoria e Metodologia de uma Área em Expansão. Thesaurus  Editora. Brasília. 2003

"Há trabalhos iéditos, todos voltados para mudanças nos estudos teóricos e metodológicos da Ciência da Informação, área em expansão e de interesse para diversos camposdo conhecimento. Na primeira parte, o autor analisa problemas culturais, políticos e econômicos da informatização no Brasil e os desafios mundiais diante do paradigma da socieade da informação. A Ciência da Informação é revista na segunda parte do livro num síntese sobre os temas de pesquisa atuais com ênfase no método indutivo comparado."

Información en el móvil
Natalia Arroyo
  - http://nataliaarroyo.com/

Editorial: UOC - Núm. colección: 4
ISBN: 978-84-9788-496-9
Núm. páginas: 112 - Formato: 12 x 17,5 cm, rústica - Fecha: dic. 2011

http://www.biblogtecarios.es/resenas/rafaelibanez/informacion-en-el-movil

http://redc.revistas.csic.es/index.php/redc/article/view/767/849

http://www.facebook.com/natalia.arroyo

http://www.delicious.com/webmovil

Teléfonos móviles, smartphones, tabletas y otros dispositivos se emplean cada vez más para acceder a internet. El estar permanentemente conectados tiene ya unas implicaciones en el mundo de la información que en este libro se desvelan con claridad.

El uso de los dispositivos móviles, las diferentes aplicaciones existentes, la web móvil, los servicios basados en localización, los códigos bidimensionales o la realidad aumentada son algunas de las novedades de los últimos años que se abordan en este texto de forma precisa, con la intención de ofrecer al profesional una visión clara del nuevo mundo de la información móvil.

Natalia Arroyo-Vázquez es documentalista en el Departamento de Análisis y Estudios de la Fundación Germán Sánchez Ruipérez. Sus especialidades son las aplicaciones de la web móvil y la web social.


SANTAELLA, Lucia. A ecologia pluralista da comunicação – conectividade, mobilidade, ubiquidade. São Paulo: Paulus, 2010.


v3Santella-Ecologia pluralista da "Tudo indica que o destino da inteligência é crescer e se espalhar pelo mundo circundante. É para essa direção que caminha as inovações atuais. A comunicação móvel está sendo apenas o primeiro sinal de um movimento progressivo do computador para além do desktop, rumo a novos contextos físicos sociais.  As interações tangíveis  e encarnadas interligarão de modo cada vez mais ítimo os mundos físico e digital, por meio da inteligência computacional emutida nos objetos cotidianos e nos ambientes. Também conhecida como computação pervasiva ou ubíqua, a inteligência ambiente visa embutir recursos computacionais no mundo ao nosso redor, promovendo a comunicação heterológica (dialógo de seres ontologicamente distintos) entre humanos, objetos e agentes artificiais." (Contra-capa).

Quem está Online

Temos 202 visitantes e Nenhum membro online

Palavras-chave

Buscar