ALEX PRIMO (ORG.) - Editora Sulina. CIBERCULTURA. Porto Alegre/RS. 2013.Interação em REDE

"Emfim, ideia de convergência não pode ser compreendida como um movimento de atração e aglutinação. As tensões e controversias encontradas revelam que os compostos não se misturam facilmente sem reações, explusões, etc. No  limite, a proposta de uma cultura da convergência pode ser mal interpretada como uma relação de paz entre o grande capital e os públicos. Se converg6encia, como bem lembra Jenkins, não é uma simples integração de diferentes tecnologias, tampouco é a infusão de culturas e interesses antes oponentes. As utopias e os conceitos de produção colaborativa, inteligência coletiva e sabedoria de multidões não podem descambar numa interpretação capciosa de apagamento de diferenças." (Alex Primo, p. 23).

Nó 8

OS CONFLITOS EM PROCESSOS COLABORATIVOS DE ESCRITA COLETIVAS NA WEB 2.0 - Aline de Campos

1. Introdução


"Observando-se e vivenciando-se experiências de colaboração on-line, percebe-se que estas não se diferem das práticas coletivas presenciais no que diz respeito à existência de conflitos. Pelo contrário, ao mesmo tempo em que o mundo virtual aproxima distâncias geográficas, também caracteriza uma menor possibiliddade expressão de pistas sociais. Ou seja, nas iterações mediadas temos menos possibilidades de percepção das chamadas deixas simbólicas (Thompson, 198), abrindo precedente para erros de interpretação que, por sua vez, podem acrretar um aumento destes processos conflitosos."