AFLUÊNCIA DE SIGNOS CO-MOVENTES. editora Perspectiva. São Paulo. 2003.

"Ïnfelizmente, a população desfavorecida do planetanão participará tão cedo da festa. É difícil divisar , mesmo a longo prazo, o fim da probreza e da exclusão social, exarcerbadas pelo neoliberalismo globalizante em voga. A inépia do homo sapiens para assegurar à sua coletividade condições dignas de sobrevivência, nesta alvorada do terceiro milénio, não deixa de ser uma constação melancólica, que ccntrasta com a ascenção da espécie de signos e a esperança de que a inteligência artificial nos acuda, generosamente, convocando-nos a adotar sistemas de organizaçào social mais equânimes." (p. 13)


Quem está Online

Temos 53 visitantes e Nenhum membro online

Palavras-chave

Buscar