As vendas mundiais de celulares devem somar 1,8 bilhão de unidades neste ano. O volume é apenas 4% maior que o total de 1,7 bilhão registrado em 2011, de acordo com  projeção do IDC. Se confirmada, esta será a menor taxa de crescimento desde 2009, ano da crise financeira norte-americana. A consultoria atribui esse panorama a uma queda acentuada na demanda, em razão das condições econômicas globais atuais.

O lento crescimento no mercado mundial de telefonia móvel é motivado principalmente pela redução de 10% nas remessas de feature phones (celulares multimídia que não possuem sistema operacional aberto) prevista para este ano. Mas mesmo com essa retração, o IDC diz que os feature phones ainda responderão por 61,6% do mercado global de telefonia móvel neste ano.

Em relação ao mercado de smartphones, a previsão é que cresça a uma taxa anual de 38,8%, com 686 milhões de unidades vendidas no ano. O Android, do Google, segundo a consultoria, continuará a ser o sistema operacional mais utilizado em smartphones nos próximos quatro anos, impulsionado principalmente pelos modelos da Samsung. O sistema operacional do Google deve conquistar 61% de participação de mercado  neste ano, seguido pelo iOS, da Apple, que deve alcançar 20,5% de market share. Na sequência, aparecem o BlackBerry OS (6%) e o Windows Phone (5,2%), que, até 2016, deve crescer a uma taxa composta anual de 46,2%.


Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Quem está Online

Temos 56 visitantes e Nenhum membro online

Palavras-chave

Buscar