O Ministério das Comunicações realizou na última quinta-feira, 28, o pregão eletrônico para 31 mil pontos do Governo Eletrônico, Serviço de Atendimento ao Cidadão (Gesac), que envolve a ampliação da capacidade dos cerca de 13 mil pontos existentes. O edital foi dividido em cinco lotes – um deles de conexão por satélite e os outros quatro de conexão terrestre.

O lote de conexões por satélite foi vencido pela Embratel e os outros quatro foram vencidos por um consórcio da Embratel com a Oi. De acordo com o diretor do departamento de infraestrutura para inclusão digital do Minicom, Américo Bernardes, o valor global inicial do edital era de R$ 600 milhões, mas houve um deságio nos lotes que variou de 2% a 30%.

O valor que efetivamente será pago pelos órgãos contratantes (Ministério das Comunicações e Ministério da Saúde) ainda está sendo calculado, informa ele. O Ministério da Saúde que vai conectar 12.372 unidades básicas de saúde (UBS). Segundo informou o ministro Alexandre Padilha, o custo para o Ministério da Saúde será de R$ 80 milhões por ano.

O Gesac atende hoje unidades de defesa em regiões de fronteira, escolas rurais, comunidades quilombolas e indígenas, polos da Universidade Aberta do Brasil e centros de pesquisa da Embrapa em regiões sem nenhuma outra conexão. Continuarão sendo atendidos, ainda, os telecentros instalados em 7 mil pontos de conexão, em todo o Brasil. A partir de agora, contudo, as conexões de 256 kbps serão elevadas a no mínimo 1 Mbps.


Entre com seu usuário para poder postar um comentário.

Quem está Online

Temos 53 visitantes e 2 membros online

  • imzomidylocgold

Palavras-chave

Buscar