Com o objetivo de incentivar a produção nacional de conteúdos digitais, o Ministério das Comunicações investirá R$ 7 milhões em um centro voltado à pós-produção de obras audiovisuais, jogos eletrônicos e aplicativos. Os recursos, que serão repassados ao governo de Pernambuco por meio de um convênio, serão aplicados na aquisição de equipamentos para a Portomídia, uma unidade do Porto Digital, localizado naquele estado. O extrato do convênio foi publicado nesta terça-feira, 15, no Diário Oficial da União.

Os aparelhos adquiridos serão utilizados na instalação de estúdios de áudio e vídeo, além de laboratórios para testes e certificação de aplicativos para dispositivos móveis. De acordo com o Minicom, a iniciativa está em consonância com o Programa Nacional de Banda Larga (PNBL) e busca promover a indústria brasileira de conteúdos digitais e garantir a oferta nacional de bens e serviços voltados às redes de telecomunicações universalizadas.

A ideia é permitir que várias empresas sejam beneficiadas e o Porto Digital foi escolhido porque ali já existe um arranjo produtivo local, que é a aglomeração de várias empresas com vínculos de interação, cooperação e aprendizagem entre si e com outros atores locais.

O governo pretende investir na instalação de novos centros para dar condições de as empresas inovarem já que, muitas vezes, esses equipamentos configuram-se em uma barreira de entrada. O Minicom deve assinar, até março, um convênio com a Fundação de Amparo à Pesquisa do Rio Grande do Sul para a implementação de um novo centro. E, ainda este ano, deverá ser lançado um edital nacional, no valor de R$ 30 milhões, para que outros estados sejam beneficiados.


Entre com seu usuário para poder postar um comentário.

Parceiros

Bitugo Investimentos

Quem está Online

Temos 52 visitantes e Nenhum membro online

Palavras-chave

Buscar