... reconcilar a ciência com a religião, reinserindo Deus na ciência e a natureza na religião, para desse modo, fertilizar as arte e a vida. (Rodolf Steiner)

A Ciencia e a Flor

"A filosofia se basei na esopeculação, na lógica, no pensamento, na sítese do não que sabemos. Pode incluir dentro dos seus limites o conceito de ciência, da religião e da arte. Mas onde podemos encontra esta filosofia? Tudo que conhecemos nos nossos dias com o nome de filosofia não é a filosofia, mas simplesmente "literatura crítica"ou a expressão de opiniões pessoais, principalmente com finalidade de vencer e destruir outras opiniões pessoais.  Ora, o que é ainda pior, a filosofia não passa de uma diaética que se satis faz a si mesma cercando-se de uma barreira impenetrável de terminologia ininteligível ao não-iniciado e resolvendo para si mesma todos os problemas do Universo, sem qualquer possibilidade de provar esssas explicações ou de tornálas inteligíveis ao comum dos mortais" (p.34)   

"A ciência é baseada na experiência e na observação. Não deve conhecer o temor, não deve ter dogmas, não deve criar para si mesmo nenhum "tabu". Mas a ciência contemporânea, pelo simples fato de ter renpentinamente cortado  suas relações com a religião e o "misticismo", isto é, por ter criado para si mesmo um um "tabu" definido, converteu-se num instrumental acidental e inseguro do pensamento. A presensa constante deste "tabu"  a obriga a fechar os olhos a toda uma série de fenômenos  ininteligíveis,  inexplicáveis e insteligíveis, priva-a da totalidade  e da unidade e, como consequência, somos levados  à situação de "não ter um ciência, mas várias ciêncas".    (p. 35)

A arte se baseia na compreensão emocional, no sentimentodo Desconhecido que está atrás do visívele do tangível, e no poder criador, isto é, o poder de reconstruir em formas ou visíveis as sensações, sentimentos, visões e os estados de ânimo do artista, e principalmente uma determinada sensação fugidia, que é, de fato, o sentimento de uma harmoniosa interconecção e unidade de todas as coisas e sentimento da "alma" das cosas e  fenômenos. Como  a ciência e a filosofia, a arte é um caminho de conhecimento definido. Ao criar, o artista aprende muita coisa que não conhecia antes. Mas uma arte que não revela mistérios, que não conduz `esfera do Desconhecido, que não produz um um novo conhecimento, é uma paródia da arte, e, ainda, com frequência, não é sequer uma paródia, mas simplesmente um comêrcio ou uma industria. (p. 35)  

P.D. OUSPENSKY. UM NOVO MODELO DO UNIVERSO. Princípios do método psicológico aplicado aos problemas da Ciência, da Religão e da Arte. Editora Pensamento. São Paulo. 1995.

================


Adicionar comentário

 


Código de segurança
Atualizar

Quem está Online

Temos 119 visitantes e Nenhum membro online

Palavras-chave

Buscar